domingo, 26 de julho de 2009

Artesanato & Saúde Física e Mental


Olá queridas!
Ontem uma amiga muito especial esteve em nossa casa. Ela viu alguns trabalhos que fiz nas férias e me disse que não entende como consigo tempo para o artesanato. Eu entendo que todos nós devemos desenvolver alguma habilidade manual para promoção de equilíbrio psíquico, longevidade cerebral, enfim para uma melhor saúde mental, prevenindo o stress e as doenças físicas dele decorrentes. Portanto, se é uma questão de saúde, deve ser colocada em nossa lista de prioridades.

Eu li na biografia de Gandhi, que ele sempre que voltava dos encontros com as multidões ia para a Roca tecer um pouco, e ali ficava quieto, concentrado até voltar ao seu equilíbrio.

O trabalho manual tem este significado para mim; aquieta os meus pensamentos, predispõe a minha mente a entrar em sintonia com o Criador. Quando estou criando algum trabalho, sinto-me mais próxima d’Ele, pois Ele é o centro de toda a criatividade e inteligência. Sinto-me serena; converso com Ele em uma proximidade maravilhosa. Quando termino o trabalho, regozijo-me com o resultado e agradeço a Ele por minha visão, coordenação motora, capacidade de criar, alegria de viver...

Como então eu consigo tempo? Tenho uma rotina bem apertada. Trabalho em meu consultório todos os dias e sou auditora na secretaria de saúde. Estudo Inglês duas vezes por semana e faço exercícios físicos de segunda à sexta-feira. Sou esposa, mãe e dona de casa, pois apesar de ter uma boa empregada, administro todo o funcionamento da casa. Aparentemente é impossível incluir um hobby durante a semana, mas, graças a Deus, eu consigo.

No final do dia em que me sinto mais cansada mentalmente, pego algum trabalho, por exemplo, um bordado ou crochê ou outro trabalho qualquer e me assento ao lado do meu marido, e enquanto ele continua fazendo o que está em processo, executo serenamente aquele trabalho por cerca de 30 minutos a 1 hora, dependendo da minha necessidade de relaxamento, e depois prossigo, reanimada no que ainda tenho por fazer. Aproveito também alguns momentos de relacionamento com a família para fazer alguma coisa, não como obrigação, mas como prazer, pois só faço se sinto o desejo.

Hoje, por exemplo, domingo, fomos almoçar com minha sogra. Depois do almoço ficamos assistindo uma comédia, e recortei folhas de decoupage, o que eu amo fazer. Ficamos lá até às 14:30 hs. Depois fomos para a casa dos meus pais. Eu levei uma caixa de MDF que estou preparando para fazer um trabalho de arte francesa. Minha mãe e eu conversamos longamente, enquanto eu lixei e pintei a caixa! Ela ficou apreciando o resultado e celebrando comigo cada passo. Às 17 hs viemos embora. Agora não quero mais trabalhos manuais, até amanhã, quando farei a arte francesa, que será a primeira vez. Mais ou menos uma vez por mês eu separo um domingo para ficar em casa fazendo arte. Então é isso minhas amigas. Obrigada por me “lerem”. Um grande beijo em seu coração.



9 comentários:

Ateliê Tribo de Judá disse...

Amiga, durante a minha caminhada pude observar que sempre as pessoas mais ocupadas é que sempre conseguem algum tempo para fazer mais alguma coisa, já os desocupados nunca tem tempo pra nada só para complicar os outros.
As grandes riquesas encontramos nas coisas simples e pequenas que muitas vezes passam desapercebidos pelas pessoas, essas nunca encontram a felicidade estão buscando no lugar errado.
Graças ao nosso Deus os nossos olhos estão abertos,e podemos nos encher da presença Dele.
Recebi suas mens. já estão no blog.
Será sempre um prazer estar no seu blog.
Uma ótima semana, cheia de alegrias e graça do Senhor para vc e família.
bjs
Joelma

Maria Lúcia disse...

Oi Joelma! Obrigada pela visita, minha nova amiga!Que bom tê-la aqui! A sua mensagem me fez lembrar que Jesus escolheu homens ocupados para seguí-lo. Um grande abraço!

Táta disse...

Olá MAria Lucia,
muito agradecida pelo carinho... hehehehe
Tenha uma excelente semana super produtiva e feliz!!!
bjokas, hoje e sempre... Cátia

¸.•*´?`*•.¸¸.•*´?`*•.¸¸.•*´?`*•.¸
A melhor alegria da vida é saber que nunca estamos sós, que a cada momento renascemos para a vida e em cada renascer brota a alegria de saber que existem pessoas como você.
¸.•*´?`*•.¸¸.•*´?`*•.¸¸.•*´?`*•.¸

Adriana disse...

Oieee!!!!
Muito Lindo neh, o texto!!!
Obrigada pela visitinha!!!

;0)

Beijoos

Gil disse...

Oi, tudo bem?
Vim agradecer a visitinha...
Eu concordo com vc, manter a saúde mental é fundamental,e é claro que a gente arruma tempo sim para fazer alguma atividade manual, é só uma questão de organização e vontade, não é mesmo?
Bjs. e venha sempre me visitar!

Maria Lúcia disse...

Oi Gil! Que bom ver gente de Santa Catarina aqui, este lindo Estado do nosso Brasil querido! Volte sempre também.Beijos.

Maria Lúcia disse...

Oi Táta! Amei sua visita! Eu tenho uma grande amiga q também tem o apelido de Táta.Adorei a sua mensagemVolte sempre.

Maria Lúcia disse...

Oi Adriana! Q bom te ver aqui! Volte sempre! Um beijo.

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado